Damn Am Santos Brasil Eventos

Como foi o Damn Am Brasil


O Damn Am Brasil, que rolou no final de semana no litoral paulista, levou toda a atenção do skate brasileiro para a pista pública do Quebra Mar de Santos.

187 skatistas amadores da América do Sul disputaram 12 vagas para participar do Tampa Am 2016, evento que conta como eliminatória para se chegar ao Pro Open da Street League, um dos únicos ‘atalhos’ para que amadores consigam chegar ao evento de elite do skate profissional mundial.

O evento, que teve como incentivador o brasileiro tetracampeão mundial street Kelvin Hoefler, patrocínio da Qix e organização do Spot Tampa, veio agitando a cena do skate brasileiro, concentrando uma semana antes em São Paulo boa parte dos que vieram de outros estados e cidades.

Damn Am Brasil Santos

Faltou espaço dentro da pista pros espectadores

E apesar da reviravolta no tempo bem no começo da semana do evento (uma frente fria que levou pra longe o calor e o sol forte e trouxe o frio e chuvas esporádicas), o tempo foi melhorando a ponto de permitir que se seguisse o cronograma estipulado.

Veja como foram o Best Trick Qix (sexta) e as eliminatórias (sábado)!

Damn Am Santos

Vinicius Santos, nollie fs crooked

Damn Am Santos

Gabriel Gomes, ss bs tail

Damn Am Santos

Lehi Leite, bs noseblunt

O skatepark Alexandre Magno Abrão ‘Chorão’ tem característica de ser uma pista de modelo tradicional, com rampas nas extremidades e obstáculos distribuídos no meio, o que contempla skatistas que estão acostumados ao tipo de linha que a área proporciona.

Claro que os originais de rua encaixaram excelentes tricks ali, mas o evento era mesmo dos que se enquadravam no estilo que o próprio Kelvin Hoefler seguiu quando era amador: manobras atrás de manobras, boa parte delas entrando de flip.

Damn Am Santos

Lucas Alves, flip boardslide

Talvez seja essa parte que não entenderam alguns competidores que chegaram à final e não ficaram satisfeitos com o resultado. O corpo de jurados, composto pelo próprio Kelvin e os gringos Matt Miligan e Jordan Hoffart, priorizaram este tipo de skate, ao invés de levar em conta estilo próprio e manobras individuais de peso.

Tanto que os dois amadores que passaram direto das eliminatórias pra final, Lucas Alves e João Lucas, se mantiveram no pódio, que teve Lucas Rabelo ficando em 2º.

Damn Am Santos Brasil

E além da premiação regada que rolou para os 12 finalistas, o evento também homenageou figuras importantes para a realização do evento, entre elas o fundador da revista Tribo Skate, Cesar Gyrão, Kelvin Hoefler, Paul Zitzer, Ed Scander e a Qix.

Resultado final Damn Am Brasil
1º Lucas Alves (92.67 pts)
2º Lucas Rabelo (89.67 pts)
3º João Lucas Alves Miranda Rodrigues (82.00 pts)
4º Ivan Monteiro (81.33 pts)
5º Sergio Santoro (77.33 pts)
6º Tiago Antunes “Picomano” (76.67 pts)
7º Wesley Felipe Borges (76.33 pts)
8º JP Oliveira (76.00 pts)
9º Yuri Santos (75.67 pts)
10º Luiz Neto (75.33 pts)
11º Alef Douglas dos Santos Rocha (73.67 pts)
12º Vinicius Santos (71.33 pts)

Confira os vídeos e fotos abaixo, veja como foram estes três dias que entraram para a história do skate brasileiro.

Vídeo da final Qix Skate

Confira também as três melhores voltas

Capítulos do Spot life no Brasil

Por Redação Tribo Skate
Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com