ONG Social Skate participa de limpeza de praia de Maresias

18 de setembro de 2018 ● POR Tribo Skate

Os alunos da ONG Social Skate ampliaram os seus conhecimentos sobre meio ambiente no último sábado, dia 15. Eles deixaram os seus skates de lado e desceram a serra rumo ao Litoral Norte Paulista.

ONG Social Skate participa de limpeza de praia de Maresias

O destino era Maresias, uma das praias mais badaladas de São Sebastião, cidade de Gabriel Medina, primeiro surfista brasileiro campeão do mundo. Os alunos fizeram parte do Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias, maior ação global para limpeza do planeta.

ONG Social Skate participa de limpeza de praia de Maresias

O evento foi realizado pelo Projeto Desengarrafando Mentes, que convidou os representantes da ONG Social Skate, Sandro Testinha e Leila Vieira, para participarem do ato que abordou a conscientização sobre o descarte irregular de lixo, tema já difundido entre os alunos da ONG Social Skate.

Há um ano, a ONG em parceria com o Instituto EDP, enfrentara o grande desafio de recuperação de uma área que recebia descarte irregular em Poá. Hoje, o local deu espaço para a Horta Comunitária da Instituição, onde se cultiva diversas hortaliças que abastecem muitas famílias da comunidade do bairro de Calmon Viana, na Zona Leste de São Paulo.

ONG Social Skate participa de limpeza de praia de Maresias

Em Maresias, os alunos, logo no início das atividades, tiveram uma palestra inusitada, apresentada por um palhaço, o “Surubim”, que de uma forma lúdica e bastante divertida transmitiu a informação sobre os efeitos negativos do descarte de lixos em lugares desapropriados. Em seguida ocorreu o mutirão que percorreu 300 metros de faixa de areia, o suficiente para acumularem 101 kg de resíduos entre papeis, vidros, borrachas, pedaços de isopor, além de outros objetos que não combinam com o ambiente praiano.

ONG Social Skate participa de limpeza de praia de Maresias

“Foi uma experiência maravilhosa que o Projeto Desengarrafando Mentes proporcionou aos alunos da nossa ONG. Ficamos impressionados com a quantidade e a diversidade do lixo coletado em poucos metros de faixa de areia. Este projeto mostrou para todos os participantes que ainda tem muito trabalho a ser feito, seja de execução ou conscientização, contra o lixo deixado na areia e nas águas dos rios e mares”, comentou a pedagoga da ONG, Leila Vieira.

Após a coleta seletiva, os alunos da ONG tiveram o momento da diversão com jogos educativos criados com materiais reciclados. A garotada participou das demais atividades propostas no evento, e alguns se destacaram nas gincanas, como o jovem Henrique, da ONG Social Skate. Ele venceu a corrida e teve como premiação uma prancha de surf. “Eu estou aprendendo a andar de skate na ONG do professor Sandro e agora quero aprender a surfar, prancha eu já tenho”, comentou.

Para Sandro Testinha o saldo da participação foi mais que positivo, pois agora, as crianças da ONG aprenderam mais e vão entender melhor a importância do trabalho que desenvolvem na horta comunitária.

“Seja no mar ou na areia da praia, no quintal da sua casa, preservar o meio ambiente é a única garantia de no futuro continuarmos podendo nos divertir, usufruir, plantar e colher tudo de bom que a natureza tem a nos oferecer, e eles sabem que quem tem oportunidade de aprender sobre o tema”, conclui Sandro, presidente da ONG Social Skate.

“O importante é que o primeiro passo foi dado e esperamos realizar mais ações unindo coletivos de skate e surf, esportes irmãos que agora se uniram por algumas horas para ajudar a salvar o planeta”, finaliza Testinha.

Acompanhe o que uma simples ação recolheu:

101 kg de resíduos espalhados em apenas 300 metros:
3800 bitucas de cigarros;
166 canudos;
138 tampas de metal;
44 tampas de plástico;
144 garrafas de plástico;
74 garrafas de bebidas de vidro;
86 latas de bebidas;
201 pedaços de isopor;
1190 pedaços de plástico;
51 pedaços de alumínio;
29 peças de ferro;
181 embalagens de papel;
13 pedaços de tecido.

O Projeto Desengarrafando Mentes nasceu em junho de 2016, na praia de Maresias, no litoral norte de São Paulo, com a missão de lutar pela preservação do meio ambiente e conscientizar a população local e os seus visitantes sobre os danos e impactos causados na natureza da região, devido ao crescimento populacional desordenado ocorrido nos últimos anos.

A principal ferramenta utilizada é a fabricação das pranchas de surf feitas com garrafas PET, o Projeto acredita que mesclando o surf, com arte e cultura é possível gerar novas formas de pensamento e reflexão sobre a gravidade e velocidade que a destruição do planeta está acontecendo e que a mudança começa em nós.

A Associação Social Skate tem como proposta a realização de atos que visam a inclusão social, educacional e cultural de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, por meio de atividades esportivas, culturais, de lazer, preservação ambiental e alimentação saudável.

Atualmente são atendidas cerca de 150 crianças e adolescentes. os projetos permanentes da ONG, hoje, são o Manobra do Bem, que oferece atividades com skate diárias e a Horta Comunitária, onde as crianças do projeto recebem aulas de preservação do meio ambiente e atuam no plantio e cuidados de alimentos orgânicos.