What's Up

Luizinho Francisco fala sobre Prata no VPS Continental


Luizinho Francisco se disse surpreso com a segunda colocação no Vans Park Series Continental Championship, que aconteceu no último domingo em Huntington Beach, Califórnia.

O paulista de Lorena, skatista revelação com o inseparável irmão nos campeonatos infantis de street no Vale do Paraíba, se tornou um dos maiores bowlriders do Brasil e representou o país em grande estilo na divisão de acesso ao circuito mundial de Park.

Se vencesse a competição, Luizinho ganharia a vaga na final do Vans Park Series, que acontece no mês de setembro na China.

Da Califórnia, Luiz Francisco Canettieri Nunes Mariano – que acaba de completar 17 anos; conversou com a Tribo Skate.

Luizinho Francisco e sua medalha de prata do Vans Park Series Continental Championships. (Divulgação Vans/Rodrigo Kbça)

Por Sidney Arakaki

Como foi a viagem pra chegar no Vans Park Series? Você ganhou o campeonato aqui no Brasil e teve como premiação a vaga e a viagem.
Sim. Uma experiência nova. Eu nunca tinha feito isso. Nunca tinha vindo pra cá. Ainda mais viajando com amigos assim, foi bem louco.

 

Na semana passada, quando você começou a andar no campeonato, a gente se falou rápido e parecia que você estava um pouco apreensivo, meio assustado, com a pista.
Não era bem com a pista. Era com a quantidade de pessoas andando de uma vez. A pista tinha quatro andando juntos ao mesmo tempo. Então você andava não pra fazer manobras, e sim pra não bater.

E você não tá acostumado com esse tipo de sessão ainda.
Não. No Brasil é mais de boa.

Aí você ficou em segundo lugar. Você ficou feliz ou um pouco decepcionado porque queria ganhar?
Fiquei bem surpreso na verdade. Eu andei bem, mas eu achei que não tinha andado tudo isso. E acabei ficando em segundo ainda. Mesmo ficando em segundo bate aquele sentimento, “porra, não ganhei”. Mas foi legal, fiquei feliz pra caramba.

Pela pista, pela sessão, você está satisfeito com o que você andou?
Sim.

Luizinho Francisco, frontside stalefish. (Divulgação Vans/Kris Evans)

O que você ganhou de premiação?
Aqui eles não deram nada. Só pro primeiro lugar.

Só o primeiro lugar que ganhou a vaga pra China?
Sim.

Foi decepcionante?
Até que não. Foi mais pela vibe.

E não falaram nada pra você ser wild card pra correr essa semana?
Falaram, mas aí já deram pra outras pessoas.

Triste.
É, então.

Qual é o plano agora depois do campeonato?
Eu quero voltar pro Brasil e ser campeão brasileiro. E eu tô filmando, quero continuar colhendo imagens, terminar o ano bem.

Você tem algum projeto de vídeo em andamento?
Sim.

Fala um pouco desse projeto.
A gente está filmando aqui na Califórnia pra juntar com as imagens que eu já tenho do Brasil, pra soltar no começo do ano que vem. Continuar filmando até o começo do ano pra fazer um vídeo e lançar ano que vem.
Tô aqui filmando com o Guto Lamera em vários lugares.

Até quando você fica aí?
Até o dia 10 de agosto.

A Vans que bancou a viagem até o dia 10 ou você vai estender.
Eu tô estendendo. A Vans bancou até hoje.

Veja também

Dora vence Vans Park Series Continental

Favorita do Continental, Dora Varella aprova pista do Vans Park Series

Luizinho e Dora levam National Championships

Pedro Barros reina no Vans Park Series canadense

Alex Sorgente é o campeão do Vans Park Series na Suécia

Pedro Barros vence Vans Park Series no Brasil pela segunda vez

Vans Park Series na Austrália é vencida por Tom Schaar

Por Redação Tribo Skate
Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com