Brasil com dois ouros, três pratas e três bronzes no World Roller Games

09 de julho de 2019 ● POR Divulgação

O skate brasileiro encerrou sua participação no World Roller Games com mais uma medalha de prata de Vitória Mallman no Downhill Speed.

A gaúcha, que já havia sido a segunda mais rápida no sábado (06), repetiu o feito na corrida deste domingo (07), em Barcelona, Espanha.

“Estou muito feliz por ter conquistado o segundo lugar. Foi muito gratificante representar o meu país, competindo com as 28 melhores meninas de diversos países. Foi um campeonato somente para selecionados, então fiquei realmente honrada. Foi difícil, pois todas estavam andando bem. Acredito que com treino eu possa ir mais adiante ainda e assim conquistar o devido valor que o skate feminino tem. E não só o skate feminino, mas o Downhill também. Estou muito feliz por levar duas medalhas de prata para o Brasil. Agora é treinar para no próximo evento fazer bonito e talvez levar um ouro para o país”, comemora Vitória Mallman.

Com o resultado, o skate do Brasil conquistou um total de oito medalhas. O paranaense Alexandre Cerri foi soberano no Street Luge, sendo campeão das duas provas: time trial e corrida. Walter Baresi, também do Paraná, andou muito, ficando com o bronze nas duas.

O paulista Rony Gomes e o paranaense Augusto Akio representaram no Vertical, conquistando o segundo e o terceiro lugar, respectivamente.

No Vertical, as duas medalhas – prata e bronze – deixaram o país no terceiro lugar na classificação geral. França e Estados Unidos, ambos com um ouro cada, aparecem na frente.

A corrida do Downhill Speed marcou o encerramento da participação do skate brasileiro no World Roller Games.

Além da prata de Vitória Mallman, a também gaúcha Melissa Brogni ficou muito perto da decisão. A atleta chegou até a semifinal, ficando com o quinto lugar da classificação geral.

No masculino, os gaúchos Tiago Mohr e Yan Bertinati foram os melhores brasileiros, finalizando com a quinta e a sétima posição, respectivamente, da classificação geral. A dupla foi até a semifinal.

Na sequência, Douglas Dalua, também do Rio Grande do Sul, avançou na competição até as quartas de final, ficando com o 13º na classificação geral. O mineiro Pepe Laporte, que representou o Brasil até as oitavas de final, ficou com a 24ª posição.

O catarinense Ian Freire foi o 34º e o paulista Fael Sabella encerrou na 43ª posição.