Vans Park Series Brasil What's Up

Pedro Barros é bicampeão do Vans Park Series Brasil


Serra Negra, cidade do interior de São Paulo, recebeu no último final de semana alguns dos principais skatistas brasileiros e estrangeiros do mundo todo para a segunda edição do Vans Park Series Brasil, etapa do circuito mundial de Park, modalidade que fará parte dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 junto ao Street.

O campeonato aconteceu no Santo Bowl, uma pista dentro de uma fazenda isolada no meio de uma sinuosa serra, e teve três disputas: as divisões de acesso National Championships masculino, feminino e o Pro Tour, com os skatistas Select Pros, Challengers e os Wild Cards, escolhidos a dedo pela organização.

National Championships

Vans Park Series Serra Negra São Paulo

Luizinho Francisco, campeão do National Championships no Brasil, ganhou vaga direto na semifinal do VPS Continental na Califórnia. (Jr Lemos)

No National masculino, o campeão foi o paulista de Lorena Luizinho Francisco, que também ficou em primeiro lugar na fase eliminatória. O skatista amador de 16 anos liderou a competição que teve mais 53 inscritos, entre profissionais veteranos, mirins e amadores.

A categoria feminina do National teve apenas 12 inscritas, então a organização optou por fazer uma final direta, com quatro apresentações cada e julgamento por impressão geral. Ou seja, as voltas podiam ser diferentes e foram consideradas as melhores manobras acertadas. Dora Varella, paulista de 15 anos, foi a skatista que mais conseguiu usar a pista e acertar manobras diferentes.

Assim como Luizinho, Dora ganhou viagem e hospedagem para participar da etapa continental do Vans Park Series, que acontece entre os dias 26 de julho e 6 de agosto em Huntington Beach, Califórnia. Luizinho já está garantido na fase semifinal com os Select Pros.

Pro Tour

A competição principal do Vans Park Series, o Pro Tour, foi dividida nas fases eliminatória, semifinal e final. Na eliminatória disputaram os Challengers brasileiros Murilo Peres, Vi Kakinho, os norte-americanos Omar Hassan, Tristan Rennie, Josh Borden, Willy Lara, CJ Collins, Tom Schaar, Roman Pabich, o sueco Karl Berglind, o francês Robin Bolian e os Wild Card brasileiros Caique Silva, Hericles Fagundes, Miguel Oliveira, Micael dos Passos, Lucas Xaparral e o chileno Braulio Sagas.

Os 14 melhores colocados avançaram para a semifinal para se juntar aos seis Selects que compareceram, o catarinense Pedro Barros, o italiano Ivan Federico e os norte-americanos Alex Sorgente, Chris Russell, Kevin Kowalski e Corey Juneau.

Na manhã do sábado as fases semifinal e final foram transmitidas ao vivo via satélite pela Red Bull TV, e pela primeira vez houve locução em português na Vans Park Series, com as vozes de Marco Cruz e Caio Peres. O Brasil é o segundo país do mundo – atrás apenas dos EUA; que mais acompanha o circuito, e a Vans Brasil proporcionou esse bônus na etapa brasileira.

Fases finais no sábado

O público chegou em peso para assistir as fases finais e a energia contagiou os skatistas. O nível subiu absurdamente e mais manobras começaram a surgir nos repertórios. Divididos em quatro baterias de cinco competidores, os semifinalistas se puxaram para conseguir integrar a final com oito vagas, que acabou sendo balanceada entre quatro Selects e quatro Challengers no apetite.

Após uma breve pausa, a competição retomou fôlego para a grande final. Nesse momento o sol estava muito forte, mas bem-vindo, já que a chuva era um fator bastante temido durante toda semana.

Tempestades chegaram a atrapalhar e atrasar a competição National na quinta-feira e em todas as noites choveu bastante na cidade. Na etapa australiana, que abriu a temporada 2017, a chuva quase estragou a competição e o resultado foi baseado na fase semifinal.

Na grande final os oito skatistas tiveram quatro apresentações de 30 segundos e a média das três notas dos juízes Leo Kakinho, Kyle Berard e Jason Rothmeyer era contabilizada como pontuação. A melhor volta definia a colocação e Pedro Barros disparou na liderança logo em sua primeira volta.

Em 2016, na etapa do Vans Park Series em Florianópolis, Pedro estava em último lugar e só conseguiu a vitória na última apresentação. Em Serra Negra Pedrinho tirou o peso dos ombros e jogou a pressão para os skatistas brigarem pelas demais posições do pódio. Tranquilo e mais adrenado, Pedro conseguiu fazer uma volta ainda melhor e abriu a vantagem para os demais skatistas.

O italiano Ivan Federico estava na última posição até a quarta volta. Ele conseguiu concluir uma ótima apresentação e subiu para o segundo lugar. Mas o pódio só foi definido após o atual campeão do Vans Park Series, o norte-americano Alex Sorgente, finalizar sua última volta e alcançar a terceira colocação, desbancando Tom Schaar para o quarto lugar.

Outro brasileiro na final foi o Challenger Murilo Peres, que terminou na sexta colocação. Com o resultado Murilo segue na segunda colocação do ranking dos Challengers.

Os cinco melhores da temporada terão vagas com os Selects Pros na grande final do campeonato, o World Championships, que acontecerá em setembro em país e cidade a serem anunciados em breve. O catarinense Vi Kakinho está em quinto lugar no ranking e também está no páreo para o mundial.

Com a vitória em casa pela segunda vez, Pedro Barros estava eufórico. “Com certeza, a sensação mais legal é você ver todos os seus amigos, sua família, a galera que realmente é amante do skate. Vem de longe só pra torcer, só pra gritar e só pra ver essa festa toda. E o Brasil com certeza tem aquele calor humano que não se iguala com nenhum lugar do mundo, então estou muito feliz”, comentou após receber o troféu no pódio.

A próxima etapa do Vans Park Series acontece nos dias 26 e 27 de maio em Malmö, na Suécia.

RESULTADO FINAL VANS PARK SERIES BRASIL

1° Pedro Barros (BRA)
2° Ivan Federico (ITA)
3° Alex Sorgente (EUA)
4° Tom Schaar (EUA)
5° Cory Juneau (EUA)
6° Murilo Peres (BRA)
7° Willy Lara (EUA)
8° Tristan Rennie (EUA)

Veja galeria de fotos do sábado no Vans Park Series Brasil

 

Assista à volta campeã de Pedro Barros

Veja também

Oi STU Open, mundial de skate no Rio de Janeiro, terá premiação de 400 mil reais

Por Redação Tribo Skate
Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo.com